Seguidores

quinta-feira, 21 de março de 2013

URUTAU

NAS INSÔNIAS QUE ME DEVORAM AS MADRUGADAS

SONHANDO ACORDADO COM AS CARICIAS DE MEU AMOR,


OUÇO TEU CANTO TRISTE DE NOTAS AGUÇADAS


QUE ME LEMBRAM ELA, LAMENTÁVEL DOR.




AVE FANTASMA, COMO TEU CANTO É TRISTE


ECOANDO AO LONGE ADENTRO NAS NOITES FRIAS


COMO SE TAMBÉM CHAMASSE SUA AMADA, E PERSISTE


ATÉ O CHEGAR DO DIA QUANDO SE ESCONDES


PARA DURANTE O DIA SONHAR COM A AMADA QUE EXISTE.




AVE NOTURNA, URUTAU, OH MÃE DA LUA


NÃO DESISTA NUNCA DE SEU GRANDE AMOR


POIS SE VOCÊ É DELA, E É VONTADE SUA


CHAMAI POR ELA COM TODO SEU FERVOR


QUE QUEM SABES UM DIA, ELA SERÁ TUA.




NÃO DEIXE DE CANTAR PRA MIM NA MADRUGADA


AVE FANTASMA, DE MELODIAS LINDAS, O URUTAU;


URUTAU, CANTANDO E PULANDO DE GALHADA EM GALHADA


TORNA MINHA FALTA DE SONO ALGO MAESTRAL


LEMBRANDO-ME SEMPRE DE MINHA QUERIDA AMADA...

(POETA LEANDRUS EM 21/03/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários